Mapeamento de Stakeholders: Guia Completo

Mapeamento de Stakeholders | Como muitas empresas líderes defendem uma estrutura organizacional menos hierárquica, os desenvolvedores de produtos se sentem mais capacitados para inovar e impulsionar mudanças, mesmo que não ocupem cargos seniores.

Esta mudança gera muitas mudanças positivas, mas também significa que a comunicação e o alinhamento são ainda mais importantes para garantir que seu projeto não seja bloqueado por um tomador de decisão importante.

Uma das melhores maneiras de garantir a adesão de todos os principais atores é a análise e o mapeamento das partes interessadas. Criamos um guia passo a passo para ajudá-lo a navegar neste processo e garantir que seus projetos e produtos sejam apoiados dentro de sua organização para que você possa ter um impacto real.

Confira mais detalhes sobre mapeamento de stakeholders em nosso site.

O que é Mapeamento de Stakeholders?

O mapeamento das partes interessadas é o processo visual de colocar todas as partes interessadas de um produto, projeto ou idéia em um mapa. O principal benefício de um mapa de partes interessadas é obter uma representação visual de todas as pessoas que podem influenciar seu projeto e como elas estão conectadas.

Leia Mais: O que é Stakeholder?

Às vezes, as pessoas confundem as partes interessadas com os acionistas. Enquanto os acionistas possuem uma parte de uma empresa pública (através de ações) e estão interessados no desempenho da empresa, isso não significa que devem ser partes interessadas em cada projeto ou produto lançado pela empresa.

As partes interessadas podem trabalhar em um nível mais granular e muitas vezes também estão interessadas no desempenho do projeto ou produto, não apenas porque afeta o desempenho das ações da empresa.

Quando o Mapeamento de Stakeholders é Essencial?

É bom ter um mapa detalhado das partes interessadas e saber como envolver as pessoas certas quando se planeja lançar um grande projeto ou produto.

1. Construir um produto

O que é Mapeamento de Stakeholders?
O que é Mapeamento de Stakeholders – Construir um produto

Ao construir um novo produto a partir do zero, você precisará conhecer as partes interessadas para diferentes grupos. O número e os papéis das partes interessadas podem variar dependendo do tipo de produto em que você está trabalhando.

Aqui está uma lista de interessados potenciais para esta situação:

Clientes/usuários: Conhecer seu público é fundamental para criar um produto que as pessoas vão adorar. Pense nos grupos de pessoas que você está servindo e em suas necessidades. Para melhor segmentar sua base de clientes, recomendamos o uso de nosso modelo de Personas de usuário.

Indústrias/mercados: Como desenvolvedor de produtos, você não pode ignorar o que está acontecendo em sua área, portanto, fazer um brainstorming de potenciais concorrentes, delinear regulamentações de mercado e anotar as principais tendências pode ser muito útil.

Fornecedores: Para certos produtos (e especialmente para plataformas digitais como Airbnb, Uber, BlaBlaCar e outros), gerar uma oferta de certos serviços é tão importante quanto criar demanda. Se você está construindo uma plataforma, quais são os principais fornecedores e como você pode “subsidiar” um lado da equação demanda/fornecimento, se necessário.

Investidores: Se seu produto precisa de investimentos substanciais, você pode querer incluir as empresas de capital de risco como principais partes interessadas, já que elas terão o poder de influenciar o futuro de seu produto.

2. Penetração de mercado

Se você estiver tentando penetrar em um novo mercado com seu produto, você também precisará designar alguns grupos de interessados:

– Novos clientes. Tente se perguntar quais são as necessidades daqueles que ainda não ouviram falar de seu produto. Existem alguns subgrupos dentro deste grupo? Sugerimos utilizar o modelo Personas para entender melhor seus novos clientes.

– Clientes antigos. Quais Personas são críticas para seu crescimento sustentável? Adicioná-las ao seu mapa e compreender seus desafios é a chave para o sucesso de seu produto.

– Novos varejistas. Quem são os principais interessados externos em seu projeto? Se você está criando um produto físico ou digital, você precisa de parcerias fortes para atingir novos públicos.

3. Iniciando um novo projeto

O início de um novo projeto também precisará das partes interessadas internamente. Eis como pode parecer uma lista de partes interessadas:

– Gerente de projetos
– Desenvolvedor
– Designer
– CEO

Os dois tipos de Stakeholders

Quer você esteja planejando o lançamento de um produto importante ou dando início a um programa interno que afeta principalmente sua equipe, é importante entender os diferentes tipos de interessados. Cada produto ou projeto tem partes interessadas internas e externas, e traçar uma linha clara entre os dois ajudará você a estabelecer as prioridades corretas e a encontrar a abordagem que funciona para sua situação específica.

Stakeholders internos

As partes interessadas internas são pessoas de sua equipe que estão participando da construção de seu produto ou da entrega de um projeto. Seu nível de envolvimento pode variar, mas todos eles têm influência porque fazem parte de sua organização. Veja como pode parecer uma lista de partes interessadas internas:

– CEO
– Proprietário do produto
– Gerente de projetos
– Designer
– Desenvolvedor

Stakeholders externas

Os interessados externos são aqueles que serão impactados por seu projeto e produto, embora não participem diretamente do trabalho nele. Veja como pode parecer uma lista de partes interessadas externas:

– CEO
– Proprietário do produto
– Gerente de projetos
– Designer
– Desenvolvedor

Como priorizar o Mapa de Stakeholders do Projeto

Dependendo da complexidade do projeto ou de um produto, você pode ter apenas um par de interessados para um pequeno projeto ou dezenas deles se o projeto trouxer uma grande mudança para sua organização.

Quando você estiver lidando com muitas partes interessadas internas e externas, é muito importante priorizá-las. Uma das melhores maneiras de fazer um mapeamento de stakeholders é usar uma matriz para analisar o poder que as partes interessadas têm sobre seu projeto e seu nível de interesse no mesmo.

Quais os benefícios do Mapeamento de Stakeholders?

O mapeamento das partes interessadas permite identificar os principais atores que influenciarão seu projeto e seu sucesso.

1. Descubra quem tem mais influência

Ao construir um mapa das partes interessadas, você pode facilmente ver quem terá a maior influência sobre um projeto, seja o CEO ou um gerente de projeto.

2. Foco naqueles que mais se beneficiam

Os mapas das partes interessadas ajudam você a ver quem se beneficiará mais com o produto final, para que você possa se concentrar no marketing para essa pessoa, seja para vendas ou recursos.

3. Veja onde os recursos são mais abundantes

Muitas vezes, quando você constrói um mapa das partes interessadas, você verá quem tem restrições sobre o projeto e quem tem mais recursos, então internamente você pode colocar as pessoas certas em sua equipe.

4. Tenha um plano de jogo

Em geral, um mapa das partes interessadas lhe dá uma boa ideia de quem você está tentando satisfazer ao construir este produto/projeto.

Como Fazer o Mapeamento de Stakeholders

Eis como construir um mapa das partes interessadas:

1. Brainstorming

Comece identificando todos os interessados em potencial – pessoas, grupos ou organizações afetadas por seu produto ou projeto, aqueles que têm influência sobre ele, ou que têm interesse ou preocupação em seu sucesso.

Anote seus nomes em um quadro branco ou em um espaço virtual compartilhado. Neste ponto, tente ser o mais granular possível – você pode sempre eliminar duplicatas ou aqueles que realmente não têm “pele no jogo” mais tarde.

2. Categorização

Agora é hora de agrupar os resultados de seu brainstorming. Há algum interessado que possa ser colocado em uma categoria? Como você pode nomear esta categoria? Há algum tipo de partes interessadas que você esqueceu?

Para ter certeza de que você não se esqueceu de nenhum dos atores chave, consulte a seção “Quando o mapa de atores é crítico” para ver exemplos dos tipos de atores que os diferentes projetos exigem.

3. Priorização

Para criar um plano de comunicação, é preciso priorizar as principais partes interessadas e garantir que você comece a falar com elas no início do projeto. Há diferentes maneiras de priorizar as partes interessadas.

Você pode usar a matriz que compartilhamos acima, ou pode pedir à sua equipe que vote para que você possa ver como o grupo define os atores principais.

4. Comunicação com as partes interessadas

Uma vez definidas suas prioridades, é importante elaborar um plano para envolver todas as principais partes interessadas. Não há uma receita única que possa se ajustar a todas as situações possíveis, mas aqui estão algumas das melhores práticas que podem ajudá-lo a criar transparência e responsabilidade para seu projeto em seu mapeamento de stakeholders.

– Você deve ter muita comunicação cara a cara com pessoas de alto poder e muito interessadas. Construir confiança com elas em primeiro lugar é fundamental para seu projeto.

– Se alguém se opuser ao projeto, você pode primeiro obter a adesão de alguém com o mesmo nível de poder e depois pedir a esta última para persuadir a primeira.

– A comunicação precoce e frequentemente também é importante, porque as pessoas precisarão de tempo para pensar antes de tomar uma decisão.

– Dê a cada parte interessada uma quantidade certa de informações dependendo de seu interesse. Algumas pessoas precisam apenas de um resumo executivo, enquanto outras vão querer mergulhar mais fundo.

Agora que você sabe mais sobre o mapeamento dos stakeholders, deixe seu comentário!