Áreas de Conhecimento do PMBOK: Guia Completo

Áreas de Conhecimento do PMBOK | Grupos de Processos de Gerenciamento de Projetos e áreas de conhecimento do PMBOK são os principais assuntos técnicos da profissão de gerenciamento de projetos, e estes processos juntamente com suas entradas, ferramentas, técnicas e resultados individuais dão vida ao projeto. Há dez áreas de conhecimento de gerenciamento de projetos cobertas pelo Guia PMBOK 6ª edição.

A 6ª edição do PMBOK® abrange 49 processos que são expandidos dos 47 processos anteriores. Há duas áreas de conhecimento do PMBOK que são renomeadas – Gerenciamento de Cronograma de Projeto, que antes era chamado de Gerenciamento de Tempo de Projeto e Gerenciamento de Recursos Humanos de Projeto, que anteriormente era chamado de Gerenciamento de Recursos Humanos de Projeto.

Para mais detalhes, confira com exatidão aqui em nosso site.

Quais são as Áreas de Conhecimento do PMBOK?

 

Gerenciamento de integração de projetos

Áreas de Conhecimento do PMBOK
Áreas de Conhecimento do PMBOK

É a área de conhecimento que contém as tarefas que retêm o projeto global em conjunto e que integra o projeto em um todo unificado.

Esta área particular de conhecimento toca as cinco fases do projeto – Iniciação, Planejamento, Execução, Monitoramento e Controle, e Encerramento.

A partir do agendamento de tarefas, aquisição de tarefas, substituição de membros da equipe, abordagem de riscos e reprogramação de tarefas, tudo é coberto por esta fase em particular.

O Gerenciamento de Integração do Projeto tem sete processos incluídos que são:

  • Desenvolver o Guia do Projeto
  • Desenvolver e orientar o Plano
  • Administrar o conhecimento do trabalho
  • Monitorar e Controlar o andamento do trabalho
  • Realizar Controle e Finalização

Gerenciamento do escopo do projeto

O Gerenciamento do Escopo do Projeto envolve o escopo do projeto, ou seja, o trabalho que está incluído no projeto.

O processo consiste em assegurar que todos os envolvidos com o projeto sejam claros sobre o que o projeto visa e o que ele inclui.

O escopo muda e altera principalmente o próprio projeto, portanto é essencial que os limites do projeto estejam bem definidos desde o início e sejam cuidadosamente monitorados.

As mudanças podem ocorrer a qualquer momento, mas mesmo a mais simples das mudanças pode ter um resultado duradouro no resultado do projeto.

O Gerenciamento do Escopo do Projeto inclui o gerenciamento, definição, criação, validação e mensuração do escopo.

Gerenciamento do Cronograma do Projeto

Gerenciamento do Cronograma do Projeto é um processo que se refere a como o gerente de projeto gerencia seu cronograma para um determinado projeto.

Ele inclui o tempo necessário para completar cada tarefa individual relacionada aos objetivos do projeto com as habilidades, ferramentas e técnicas desejadas.

A fim de se tornar um gerente de projeto bem-sucedido, é preciso entender claramente as atividades do projeto e possuir as habilidades necessárias para planejar, programar e controlar um projeto dentro de sua linha de tempo.

Além destas habilidades, também se deve ser capaz de utilizar ferramentas de gerenciamento de cronograma para ajudá-los a analisar, medir e avaliar suas técnicas de gerenciamento de tempo.

Há seis processos importantes no gerenciamento de cronograma de projetos, envolvendo a gestão do tempo, quais as atividades envolvidas e a duração de cada uma, elaborar e controlar o cronograma.

Gerenciamento de custos do projeto

O Gerenciamento de Custos do Projeto é o processo que se preocupa com o planejamento e controle do orçamento do projeto.

Este processo inclui atividades como planejamento, orçamento, estimativa, financiamento, financiamento, gerenciamento e monitoramento de custos para garantir que o projeto seja concluído dentro do orçamento programado.

Trata-se de lidar com as exigências financeiras do projeto. Esta fase cobre e acompanha os gastos totais do projeto em relação ao orçamento real para garantir que o projeto esteja no caminho certo e dentro do orçamento fixo.

O processo de gerenciamento de custos do projeto envolvem a gestão, mensuração e controle dos custos.

Gerenciamento da Qualidade do Projeto

O Gerenciamento da Qualidade do Projeto é o principal critério quando se trata de determinar o valor de um projeto. O projeto deve sempre atender aos padrões que foram originalmente definidos para ele.

O resultado final é que a qualidade do projeto tem que atender às necessidades das partes interessadas. Estas áreas de conhecimento do PMBOK =>da Qualidade do Projeto cobre a gestão, manutenção e mensuração da qualidade.

Gerenciamento de recursos do projeto

Neste método, tudo depende de como o gerente de projeto dirige a equipe de projeto. Primeiro, ele tem que entender quais recursos (pessoas, equipamentos, instalações, financiamento) são necessários para completar o projeto em questão e, em seguida, organizar uma equipe para executar o trabalho envolvido.

Este método se concentra principalmente em como o projeto é realizado, utilizando os recursos desejados para concluir uma atividade de projeto.

Os processos incluídos nesta área de conhecimento do PMBOK envolvem a definição, aquisição, gestão dos recursos assim como a definição de quem irá geri-los.

Gerenciamento de comunicação de projetos

Como o nome sugere, trata-se principalmente de comunicação. 80% do trabalho do gerente do projeto tem a ver com comunicação.

A comunicação do projeto é o que mantém todos os membros da equipe na mesma página, se houver uma lacuna no nível de comunicação, o projeto pode ter um impacto negativo sobre o produto final do projeto.

A comunicação tem que ocorrer entre o gerente do projeto, seus membros da equipe e as partes interessadas envolvidas no projeto. As áreas de conhecimento do PMBOK também inclui o gerenciamento do plano e a gestão e controle da comunicação.

Deve haver um planejamento para determinar quais informações precisam ser comunicadas a todos os interessados envolvidos no projeto.

Essas informações particulares devem estar prontamente disponíveis para as partes interessadas e geradas de forma oportuna.

O desempenho do projeto deve ser contabilizado relatando o status do projeto, medindo e prevendo o projeto.

A comunicação efetiva deve ser realizada através das partes interessadas para que todos os requisitos sejam atendidos e as questões existentes sejam prontamente resolvidas.

Gerenciamento de risco do projeto

Inicialmente no processo de Gerenciamento de Risco do Projeto, o gerente do projeto deve conduzir o trabalho de gerenciamento de risco, e depois identificar e analisar os riscos, mais tarde ele deve desenvolver um plano de resposta ao risco, que controlará os riscos em uma base contínua.

Estes métodos são introduzidos um a um para compreender e avaliar os riscos relacionados ao projeto.

Tudo depende de como se realiza a avaliação quantitativa e qualitativa dos riscos. Há sete processos de gerenciamento de projetos envolvidos na Área de Conhecimento do PMBOK no Gerenciamento de Riscos que são a gestão e identificação dos riscos, a análise qualitativa e quantitativa dos riscos e a gestão das soluções para tais riscos.

Gerenciamento de aquisições de projetos

O processo de gerenciamento de compras não é algo que o gerente de projeto tem que fazer em todos os projetos, mas é bastante comum.

Esta área de conhecimento está relacionada ao processo de compra ou aquisição de produtos, serviços ou resultados de fora da equipe do projeto.

Esta área de conhecimento do projeto acompanha todo o trabalho de aquisição do projeto e do fornecedor a partir do planejamento do que precisa ser comprado, para se envolver no processo de entrega e aquisição até a execução da tarefa do fornecedor e o fechamento do contrato quando o projeto é concluído.

Gerenciamento de partes interessadas no projeto

Esta é a última área de conhecimento na 6ª edição do PMBOK

 

Das áreas de conhecimento do PMBOK, está e a última da 6ª edição. As partes interessadas têm um papel importante na determinação do sucesso e do fracasso de um projeto.

Envolver as partes interessadas no projeto desde o início é crucial porque são elas que decidem sobre quais mudanças devem ser feitas para atender às suas exigências.

Se o gerente do projeto não os envolver no estágio inicial, as mudanças estabelecidas pelas partes interessadas em um estágio posterior prejudicarão a qualidade e o valor do projeto.

Os quatro processos envolvidos no Gerenciamento de Partes Interessadas no Projeto são a identificação, elaboração do plano, gestão e controle das partes de interesse.

Conclusão

As habilidades adquiridas pela compreensão dessas áreas de conhecimento do PMBOK ajudarão o gerente de projeto a evitar crises e desvios de escopo e permitirão que o gerente de projeto tome decisões pró-ativas.

Assim, uma vez que o gerente de projeto compreenda completamente os conceitos das áreas de conhecimento do PMBOK, ele se tornará proficiente no gerenciamento de qualquer projeto específico e das pessoas envolvidas neles.