Cirurgia de Mama de Recuperação Rápida é Segura?

A cirurgia de mama de recuperação rápida, a famosa R24R Fast Recovery, é uma das inovações mais procuradas nas cirurgias de implantes mamários, principalmente por sua agilidade no processo de recuperação. Tal inovação, entretanto, tem deixado alguns entusiastas preocupados. Mas, afinal, a cirurgia de mama de recuperação rápida é segura?

A cirurgia de mama de recuperação rápida é segura?

Sim, a técnica tem tido boa aceitação prática nas clínicas de implantes mamários, e os artigos publicados dão respaldo a sua eficiência. Entretanto, é sempre bom ressaltar que a escolha do especialista deve ser criteriosa, saiba tudo sobre a cirurgia de mama de recuperação rápida aqui.

Isso porque trata-se de um procedimento cirúrgico, e sempre inclui riscos. O mais comum é a contaminação por bactérias da prótese de silicone que, quando mal feita, pode causas infecções e levar a complicações como dor, contratura capsular, endurecimento do implante feito e, por vezes, exigir a remoção ou troca da prótese, o que causa desgaste e atrapalha a recuperação do paciente.

Apesar desses riscos, artigos publicados por John B. Tebbetts, um respeitado cirurgião plástico de Dallas, no Texas, dá conta que mais de 90% dos implantes são bem sucedidos, garantindo aos pacientes a retomada da rotina normal após 24 horas da operação.

Por que a cirurgia de mama de recuperação rápida traz mais segurança que os implantes normais?

A cirurgia se utiliza de antibióticos intravenosos no início do anestésico, evitando incisões no tecido mamário, ao redor dele ou pela axila, reduzindo o contato direto do implante com a mama. 

Além disso, o procedimento se utiliza de protetores de mamilo para evitar o derramamento de bactérias dos ductos mamários na prótese, garantindo mais segurança ao paciente.

O processo de dissecção também é extremamente cuidadoso, minimizando os danos aos tecidos mamários, e o profissional interrompe qualquer sangramento durante o procedimento, buscando sempre minimizar a coleta de sangue ao redor dos implantes.

O uso do funil introdutor também garante um procedimento mais seguro e eficiente, evitando que o implante mamário entre em contato direto com a pele e suas bactérias.

Com isso, o paciente garante:

  • Menos efeitos colaterais do procedimento cirúrgico, como hematomas e inchaços.;
  • Menos chances de complicações cirúrgicas;
  • Menos chances de infecções ou rejeição de prótese no pós-cirúrgico;
  • Menos chance de hemorragias;
  • Cicatrização mais veloz.

Sua grande diferença em comparação com as técnicas convencionais são:

1 – O pré-operatório direciona uma instrução mais clara sobre os cuidados e exercícios após o procedimento, além da escolha de próteses que levam em consideração o perfil, formato e volume segundo as características físicas do paciente.

2 – O processo cirúrgico visa uma administração de anestesia voltada para evitar a dor, minimizando traumatismos dos tecidos, identificando os vasos sanguíneos envolvidos no processo e preservando-os através da redução de sangramentos.

É importante ressaltar novamente que a cirurgia deve ser indicada pelo especialista, que irá avaliar a saúde geral do paciente, de olho em requisitos básicos como:

  • Estar no peso ideal;
  • O tamanho do aumento dos seios, pois quando o volume é muito grande o procedimento pode não ser o mais adequado;
  • Analisar se o paciente não possui nenhuma prótese anterior, pois o procedimento não pode visar a troca de prótese.

A cirurgia de mama de recuperação rápida é segura e permite uma maior durabilidade do resultado sem queda das mamas a curto prazo. Sempre opte por clínicas e profissionais que possuem expertise no assunto e conhecem os passos para realizar uma cirurgia de R24R realmente eficiente e que possa te fornecer um pós-operatório mais tranquilo.