O Contexto de Gerenciamento de Projetos


equipe-gerenciamento-de-projetos-d

Gerenciamento de projetos é gerenciamento, mas estas cinco características o tornam único.

1. Responsabilidade sem autoridade

Executar um projeto requer recursos: pessoas, equipamentos e serviços de suporte. No entanto, com raras exceções, aqueles que gerenciam os projetos não são os mesmos que controlam os recursos. O Gerente de Projetos não pode atribuir recursos humanos arbitrariamente para seus projetos, adquirir equipamentos conforme ache que é necessário, contratar pessoas, ou colocar as suas necessidades no topo da lista de prioridades da organização. Além disso, o Gerente de Projetos não tem a autoridade para promover ou despedir empregados. Essas prerrogativas pertencem aos supervisores e gerentes setoriais.

2. A fonte de poder

Apesar da falta de autoridade, o Geretne de Projeto tem um poder considerável, mas ele deve estar pronto para exercê-lo. Ele é o único capaz de fazer com que o projeto agregue valor.  Se ele não tem uma atuação exemplar, o projeto está em perigo extremo. Se ele encara um projeto com condições de extremo risco, tem o direito e a obrigação, para dizer: “Este projeto não pode ter êxito nessas condições, e até que elas mudem, eu não vou continuar.”  Na maioria das organizações, esta atitude serve como um tratamento de choque indicando que há um problema com o projecto.

3. Transitoriedade de Projeto

Equipes, não gerentes, executam projetos. Portanto, uma das principais tarefas do Gerente de Projeto é a formação de equipes. Isso também é verdadeiro no gerenciamento tradicional, mas enquanto os setores de uma empresa são duradouros, os projetos são temporários. O Gerente de Projeto deve aplicar técnicas de desenvolvimento de equipes em grupo de pessoas que pode não ter nenhum compromisso com o projeto, e que em breve passarão para outra tarefa. Ele não se dar o luxo o luxo de deixar que o espírito de equipe se desenvolva gradualmente, e deve tomar atitudes proativas para que a equipe tenha união.

4. Fazer a limonada com os limões disponíveis

Alguns teóricos do gerenciamento de projeto enfatizam a importância da seleção da  equipe, não apenas em termos de habilidades, mas também garantindo que as personalidades sejam compatíveis. No entanto, as empresas não têm grandes grupos de profissionais ociosos de conhecimento técnico à espera de serem escolhidos para um proejto.   O problema que o Gerente de Projeto deve enfrentar não é escolher as pessoas certas, e sim ficar com pessoas que estão não estão sequer remotamente qualificadas para o desafio.   Seu trabalho não é apenas selecionar uma equipe de projeto, é construir uma equipe com as pessoas que estão disponíveis.

5. Ferramentas e técnicas especializadas

Gerenciamento de projetos tem seu próprio conjunto de ferramentas e técnicas. Não é fácil de aprender esses conceitos ou entender como aplicá-los, principalmente porque poucas empresas as implementam de forma consistente.  Além disso, como gerenciamento de projetos é a gerenciamento, também são exigidas as mesmas ferramentas e técnicas utilizadas por todos os bons gerentes. Se você gerencia um projeto ou um departamento, você precisa saber ouvir, gerenciar reuniões, coletar informações, formar equipes, se comunicar e administrar seu tempo. No entanto, os Gerentes de Projeto nem sempre recebem formação em gestão.

Estas cinco características indicam que gerenciamento de projetos exige, no mínimo, mais habilidades de gestão do que o gerenciamento tradicional. Gerenciamento de projetos é uma disciplina distinta, que exige aptidões, padrões e treinamento próprios.

Artigo publicado originalmente no site PM Hut

Publicidade


  • Samuel Gomes

    Otima perspectiva da visão “gerenciamento”.
    Na verdade a comunicação é o ponto primordial!