Os 3 benefícios principais de uma transição para o Scrum


trabalho-com-scrum

Na medida em que sua empresa ou departamento planeja uma mudança para o Scrum, as expectativas são, sem dúvida, de atingir resultados positivos. Quer você esteja esperando aumentar a produtividade, impulsionar o moral dos funcionários, ou colher recompensas financeiras, você provavelmente tem metas específicas que você espera que o Scrum irá ajudar sua empresa a alcançar, a maioria das quais não serão visíveis até que o Scrum seja totalmente implementado.

O que a maioria das pessoas não sabe, porém, é que há benefícios significativos que se tornam aparentes até mesmo muito cedo, durante o período de transição, conforme todos aprendem os princípios e processos de gestão Ágil. Na medida em que os membros da equipe e gerentes experimentam trabalhar juntos dentro deste sistema, pontos positivos começam a surgir mesmo durante o intenso e às vezes estressante processo de reconfiguração.

1. Scrum cria uma cultura de comunicação

Se conseguir que todos estejam de acordo com o Scrum é um dos principais desafios encontrados durante a transição, então conseguir que todos falem é um dos primeiros benefícios aparentes. Em particular, o súbito afluxo de compartilhamento de informações entre plataformas é uma das vantagens que pega todos de surpresa, diz Mike Cohn, um Instrutor Certificado em Scrum: “Scrum trata da comunicação – todo mundo precisa se explicar e deixar os demais verem o que eles estão tentando realizar.”

Conforme funcionários, que não estão familiarizadas com equipes multifuncionais, passam a vivenciar o trabalho com pessoas de diferentes áreas, o acesso aberto à informação se torna um grata surpresa e um fator motivador. “Scrum obriga as pessoas a ter suas habilidades de comunicação em ordem, e isso é uma coisa boa”, diz Steve Forte, membro do conselho Scrum Alliance, “você percebe muito rápido que você vai ter que melhorar suas habilidades.”

As ideias vêm de todos os lugares

“O mundo do trabalho mudou profundamente em termos de complexidade, e é absolutamente impossível ter uma pessoa que entende todos os aspectos de um projeto”, diz Tom Ulrich, diretor de Desenvolvimento de Software da Tandem Diabetes. Isto significa que a colaboração é fundamental, e os membros da equipe rapidamente descobrem seus benefícios, pois as respostas vêm de lugares inesperados. “Você nunca sabe quem tem a peça que falta de informação que poderia ser a chave para resolver um quebra-cabeça.” Salientando que a tomada de decisões com informações parciais sempre tem repercussões negativas, Ulrich diz que as empresas começam a colher os benefícios do compartilhamento de ideias quase imediatamente.

Realizações incrementais são reconhecidas

Na medida em que as equipes aprendem a trabalhar através de “sprints” e “releases”, uma coisa interessante começa a acontecer. Em vez de esperar para celebrar marcos importantes com comemoração de toda a empresa, as equipes começam a reconhecer e comemorar cada sprint bem-sucedido, com o resultado de que os funcionários se sentem recompensados ​​por seus esforços em curso, não apenas com grandes resultados. Isso é um grande impulso para a produtividade e o moral.

Estratégias bem-sucedidas podem ser compartilhadas

Na verdade, o Scrum oferece muito mais oportunidades para afirmar o sucesso do que a gestão tradicional centralizada. “Em Scrum, você quer que as melhores práticas se propaguem, em vez de parar as piores práticas”, diz Cohn. “Se uma equipe descobre algo que funciona, nós espalhamos seu sucesso.” Isso tende a criar uma dinâmica entre todas as equipes na organização.

2. A transparência do Scrum revela os pontos fortes e fracos

Na medida em que a cultura mais aberta do Scrum toma conta, uma ocorrência comum é que os problemas organizacionais e de processos que estavam mascarados em outros estilos de gestão são flagrantemente revelados. “Qualquer tipo de disfunção empresarial é exposta mais rápido com Ágil e Scrum do que com métodos mais tradicionais, e isso tende pegar as pessoas de surpresa”, diz Forte. “Mas essa exposição teria acontecido eventualmente; seus números trimestrais não irão bater, ou o produto acaba resultando defeituoso – qualquer que seja a disfunção – descobrir mais cedo é melhor que tarde demais”

O apelo da responsabilização

Um aspecto dessa transparência pode ser a exposição dos membros da equipe que não estão se esforçando o suficiente, diz Ulrich: “A madeira podre se torna mais evidente.” Embora isso seja desconfortável inicialmente, é um enorme impulsionador de moral, a longo prazo, diz Cohn. “Responsabilizar as pessoas soa assustador, e as pessoas podem temer em um primeiro momento, mas também pode ser extremamente desmoralizante ver um colega de trabalho que não está contribuindo ou dando o melhor de si e consegue se safar disso.”

E, claro, há também a questão dos membros da equipe mais competentes que têm que resolver a negligência dos outros. A responsabilização tem a vantagem adicional de que as pessoas sabem o que especificamente está sendo exigido delas e têm mais oportunidades para pedir a ajuda de que necessitam.

O dom de pensar no todo

A prevalência repentina de compartilhamento de ideias entre equipes, departamentos, e mesmo toda a empresa, muitas vezes pegam as pessoas – particularmente os gerentes – de surpresa, diz Ulrich. E embora isso possa ser intimidante e possa deixar alguns gerentes ansiosos, isso significa que todo mundo, muito rapidamente, começa a apreciar o seu próprio trabalho no contexto de metas e objetivos mais amplos.

“A premissa do Scrum é que ninguém compreende todos os detalhes, então fazer com que todos visualizem o quadro geral beneficia todo o conjunto”, diz Ulrich. Indo mais longe, pensar no quadro geral permite que os funcionários ofereçam informações para projetos além do seu próprio. “Boas ideias podem vir de qualquer lugar – o fato de que você não ter pensado nessa ideia não significa que seja uma má ideia.”

3. Scrum fortalece a liderança

A gestão Ágil muitas vezes resulta em uma mudança nas relações de poder – da melhor maneira possível, diz Ulrich. “Uma das coisas brilhantes sobre o Scrum é que ele remove o título da equação depoder”, diz ele. “Não se trata da sua posição, se trata da influência real.” E essa influência, diz Ulrich, surge do conhecimento, experiência e respeito – especialmente o tipo de relação que se desenvolve a partir de uma história de trabalho conjunta interdependente.

Poder e influência são adquiridos

“Pense em um professor do ensino médio ou treinador que você adorava. Se ele tivesse dito, ‘Eu preciso de um favor’, você teria feito. Esse é o tipo de influência que vem do respeito.” Em seguida, diz Ulrich, há a influência, que vem de possuir um maior nível de informação ou conhecimento. “Vamos supor que você vive em uma ilha e só há uma pessoa que sabe como fazer canoas. Você vai seguir essa pessoa.”

O resultado, diz Ulrich, é a oportunidade para que os líderes surjam de todos os setores da empresa com base em qualidades como confiança, inteligência e confiabilidade.

Menos controle = maior criatividade

Um dos segredos para o trabalho em equipe bem-sucedido é facilitar a flexibilidade, compromisso e adaptação entre membros da equipe. Sob a gestão tradicional, essas qualidades podem ser difíceis de desenvolver, mas elas florescem naturalmente quando as equipes experimentam o compartilhamento descentralizado do poder, que é característica do Scrum.

“No Scrum, os gestores têm de soltar as rédeas e gerenciar por objetivos, explicando o que eles estão tentando alcançar, dando as metas da equipe e, então, ficando fora do caminho”, diz Cohn. “Eles também têm que abandonar a ideia de que a única maneira de controlar um projeto é conhecer todo o plano durante todo o trajeto”, diz ele. O resultado é que as habilidades de liderança de todos os funcionários aumentam.

Quando os funcionários pegam sua liberdade recém-descoberta e seguem com ela, a consequente necessidade de colaboração leva naturalmente à adaptação e, por sua vez, à inspiração, resultando em avanços criativos.

É claro, os benefícios que você descobre durante o processo de reorganização são apenas o começo. Uma vez que o Scrum é totalmente implementado, os resultados tornam-se aparentes em inúmeras áreas, da satisfação dos funcionários e qualidade dos produtos até os resultados financeiros da sua empresa.

Autores: Equipe da Scrum Alliance

Artigo publicado originalmente no site Projects at Work

Publicidade


  • Augusto

    Ótimo artigo. Parabéns pelo conteúdo de qualidade! Obrigado.