A arte da negociação em gerenciamento de projetos


negociacao-gerenciamento-projetos

Vamos dar uma olhada na arte da negociação em gerenciamento de projetos, e o que nós, como gerentes de projeto, precisamos considerar quando envolvidos com as negociações durante a entrega do projeto.

O gerenciamento contínuo de risco e dos stakeholders dependerá, até certo ponto, da sua capacidade de negociar com pessoas para alcançar resultados desejáveis. Uma distinção fundamental deve ser feita neste ponto; um resultado desejável pode não ser necessariamente o melhor desfecho possível, mas deve encontrar-se dentro de uma tolerância que estabelecemos antes da negociação.

Como gerentes de projetos, estamos acostumados a lidar com o gerenciamento de restrições, mas também a lidar com pontos de vista, agendas e interesses conflitantes. Para resolver esses conflitos, muitas vezes somos chamados para negociar.

Antes de uma negociação tome um tempo para entender o seu papel no processo, que poderia ser:

  • Um observador;

  • Um participante ativo buscando negociar um resultado pessoal;

  • Um participante ativo tentando trazer duas ou mais partes para uma posição de consenso.

Há muitos pontos de vista sobre a forma de abordar a negociação, mas, pessoalmente, eu recomendo que você tente, sempre que possível, estabelecer relacionamentos com aqueles que você tem que negociar. A menos que a situação seja particularmente extrema, esteja consciente do fato de que vocês podem precisar trabalhar juntos no futuro. A literatura, muitas vezes refere-se a isso como negociação ganha-ganha, que significa chegar a um ponto em que ambas as partes se sentem confortáveis com o resultado. Este resultado pode ser menos do que o ideal, mas é mutuamente aceitável.

Para encontrar o ponto de comum acordo, gaste tempo para entender os diferentes pontos de vista defendidos pelos stakeholders. Considere também a autoridade, poder e influência desses grupos. Passe algum tempo conversando ou conhecendo aqueles diretamente envolvidos no processo de negociação para compreender suas perspectivas. Quanto mais informações você puder reunir, mais isso irá ajudá-lo a formular a sua posição e compreender as respostas prováveis a esta posição.

Tire um tempo também para entender que limites superiores e inferiores de tolerância existem em torno da posição negociada. Esteja ciente de seu nível de autoridade e entenda onde você pode ter que procurar uma nova aprovação se a negociação está evoluindo para fora destas tolerâncias.

Da mesma forma, considere o impacto e as consequências de um fracasso em alcançar um resultado desejado. É provável que cause impacto no tempo, custo e qualidade e pode exigir intervenção do patrocinador para aprovar ou resolver.

A negociação em gerenciamento de projetos é muitas vezes um processo repetitivo e irá circular entre planejamento, discussão, lançamento, negociação e, finalmente, acordo. Sempre comunique formalmente um acordo no caso de este ser questionado no final do projeto. Seja ético na sua negociação e esteja ciente de quaisquer influências culturais que você pode precise considerar.

Esta é uma opinião pessoal sobre a negociação com base em minhas experiências pessoais, por favor, compartilhe suas experiências e opiniões sobre a negociação e vamos aprender uns com os outros na comunidade de gerenciamento de projetos.

Autor: Mark Norman

Artigo publicado originalmente no site PM Hut

 

Publicidade