A magia dos marcos


marcos-projeto

Na condição de patrocinador, você tem outros negócios para cuidar, por isso não pode se dar o luxo de perder muito tempo tentando aprender o que seu gerente de projeto sabe. Você deve obter a informação de uma forma simples e compacta. Ela deve revelar se o projeto está cumprindo o que foi destinado a realizar, em diferentes pontos ao longo do cronograma geral.

O caminho mais seguro para o inferno é o gradual – o declive suave, macio sob os pés, sem curvas fechadas, sem metas, sem marcos de referência” – C.S. Lewis

Marcos são mágicos. Eles são os indicadores de referência ao longo da jornada de um projeto que permite saber se você está no caminho certo, e se você está no ritmo para chegar ao destino a tempo. Ter marcos em seu cronograma do projeto permite que você se engaje da forma correta, equilibrando a necessidade de envolvimento com a necessidade de dar liberdade.

Exemplos de marcos:

  • O projeto está acabado. Ele entregou o que era esperado, quando era esperado.
  • Uma demonstração. Componentes de um produto foram integrados e podem ser exercidos.
  • Um protótipo. Um componente de um produto que pode demonstrar um conceito.
  • Uma maquete. Um componente de um produto pode ser visualizado, antes de o trabalho detalhado começar.
  • Um documento. Um plano, um contrato firmado, uma especificação detalhada, os resultados dos testes, lições aprendidas, ou qualquer outro artefato que pode ser validado.
  • Uma realização. Uma tarefa concluída menos tangível, mas verificável, como uma equipe ter sido formada ou o treinamento em uma nova técnica de ter sido concluído.

Se estruturado adequadamente, um marco irá revelar o ritmo do projeto. Ele também irá fornecer algum tipo de prova de que o resultado do projeto está evoluindo conforme o cronograma combinado.

O primeiro marco vai vir de você. É quando você precisa ter o projeto finalizado. Seu gerente de projeto irá então quebrar os objetivos do projeto em pacotes de trabalho necessários para fazê-lo em tempo. A partir desta compreensão detalhada, ele(a) pode definir uma série de marcos em todo o cronograma do projeto para que a produtividade e a evolução do resultado possam ser evidentes.

Se o gerente de projeto estiver no caminho certo (por exemplo, atingir os marcos, com clara evidência de valor entregue), você pode continuar a dar liberdade para a execução do dia-a-dia do projeto. Marcos não atingidos fornecem um sinal de alerta de que as coisas não estão indo de acordo com o plano. Seu gerente de projeto deve compreender e ser capaz de explicar a causa raiz da desconformidade, e explicar as ações corretivas necessárias para colocá-lo de volta aos trilhos.

Você não deve permitir que os marcos sejam redefinidos sem uma justificativa adequada. Alterar marcos para se adequarem ao trabalho que está sendo feito é como mudar as leis para atender pessoas que as quebram. As chances são muito boas que se os marcos iniciais não são atingidos, os marcos posteriores não serão atingidos por um grau ainda maior. É melhor ter conversas francas antes, assim ajustes podem ser feitos para lidar com as reais causas-raiz.

Os marcos podem te servir muito bem no projeto. Centralize suas conversas com o seu gerente de projeto em torno delas.

barryAutor: Barry Otterholt

Sobre: Especialista em gerenciamento de projetos com 30 anos de experiência. Possui certificação PMP (Project Management Professional) e CMC (Certified Management Consultant, e trabalha com empresas do setor público e privado nos Estados Unidos, Reino Unido e Escandinávia.