Melhorando como profissional, um projeto de cada vez


licoes-aprendidas-feedback

Se nos dedicamos a nossa profissão, então nós geralmente desejamos crescer e adquirir novas experiências. Muitas profissões oferecem ou exigem a educação continuada e as organizações (e bons gestores de recursos nessas organizações) muitas vezes buscam oportunidades de crescimento para seus funcionários na forma de treinamento e atribuições novas e desafiadoras.

Na condição de gerentes de projeto, o mesmo é verdadeiro. Podemos treinar para e obter uma certificação, ler artigos, assistir aulas e workshops, e viajar para congressos que se concentram em certas tecnologias ou conceitos da indústria.

A chave é se esforçar para melhorar continuamente. E na medida em que algumas das coisas que eu mencionei acima, nem sempre estão disponíveis para nós e podem nunca estar disponíveis para alguns, há coisas que podemos fazer para melhorar a nós mesmos profissionalmente como gerentes de projetos em todos os projetos que gerenciamos.

Além de novas oportunidades de treinamento, conferências caras, eventos de networking e webinars, de que maneiras podemos obter melhorias apenas através dos projetos que estamos gerenciando regularmente? De minha parte, levantei uma lista de três formas principais que podemos nos conduzir e executar nossos projetos de tal modo que estamos nos educando e melhorando nosso desempenho no papel de gerente de projeto em cada novo engajamento que assumimos.

1. Peça feedback do cliente

Se estamos preocupados com o nosso desempenho ou o desempenho de nossa equipe em um projeto, então pedir feedback periódico do cliente em um engajamento pode ser doloroso. Mas a verdade é importante e podemos aprender com esse feedback. O fato é que podemos melhorar, pelo menos o que fazemos, se nos preocupamos com nossa profissão. Seja ousado, sente-se com o seu cliente do projeto em cada fase ou etapa ou entregas principais do projeto e pergunte-lhes como estão as coisas a partir da perspectiva deles. Se eles estiverem felizes, pergunte a eles o que está funcionando melhor para eles, e se estiverem insatisfeitos, descubra o porquê. Bom ou ruim, vamos aprender com o que o nosso cliente diz positivamente e negativamente sobre a nossa performance.

2. Conduza sessões de Lições Aprendidas

Às vezes é difícil fazer com que todos estejam juntos no final do projeto para fazer uma revisão dos pontos positivos e negativos do projeto, mas é necessário. O que podemos aprender com essa discussão é inestimável daqui para frente em nossa próxima atribuição de projeto. Podemos melhorar em cada projeto somente se conseguirmos um bom feedback dos clientes sobre o que fizemos certo e o que fizemos que não estava tão certo. Caso contrário, estamos propensos a cometer os mesmos erros com o próximo cliente e repetir práticas fracassadas semelhantes, além de comportamentos que causaram aos clientes passados ​​preocupações ou os deixou menos do que satisfeitos com o resultado do projeto ou o desempenho da equipe.

3. Realize auditorias periódicas de qualidade de desempenho

Finalmente, se a sua organização está estruturada de tal forma que você pode pedir a alguém do controle de qualidade para entrar e realizar uma auditoria de seu projeto, então peça. Peça-lhes para rever o cronograma para a integridade de todas as datas e resultados. É fácil ficar sobrecarregado no meio do projeto e perder algo de vista. Este indivíduo pode também encontrar-se com o cliente do projeto e obter um valioso feedback que o cliente, de outra forma, poderia estar relutante em dar-lhe diretamente em uma situação cara a cara. Todos os contratos e projetos governamentais que eu gerenciei tiveram tais auditorias incluídas, e sempre tentei incorporar uma versão modificada em projetos do setor privado também.

Resumo

Não é necessário incorporar essas práticas em cada projeto que nós gerenciamos. Mas fazê-lo, pelo menos periodicamente, nos ajudará a crescer como gerentes de projeto e nos impedirá de entrar na rotina e repetir as mesmas práticas mal sucedidas uma e outra vez em projetos futuros. Eu quero saber o que posso estar fazendo de errado, mesmo que às vezes seja difícil de ouvir. Se isto nos torna melhores gerentes de projetos daqui para frente, e ajuda a aumentar nossas taxas de sucesso do projeto, então é uma coisa muito boa.

Autor: Brad Egeland

Artigo publicado originalmente no site Project-Management.com

Publicidade