Diagrama espinha de peixe, ou Ishikawa


diagrama-espinha-de-peixe

Hoje vamos falar sobre o diagrama de espinha de peixe, que é uma das sete ferramentas básicas de controle de qualidade.

O diagrama de espinha de peixe também é conhecido como o diagrama de causa e efeito, diagrama de Ishikawa, diagrama  de fishikawa, e diagrama herringbone. Ele recebeu o nome fishikawa porque foi desenvolvido pelo professor japonês Kaoru Ishikawa, em 1960, um especialista altamente respeitado em gestão da qualidade, e parece um esqueleto de peixe (fish). Pela mesma razão, é também chamado como diagrama de espinha de peixe.

Esta ferramenta ajuda você a explorar as causas que podem estar produzindo um problema. É muito importante você saber a causa real do problema antes de você começar a pensar em qualquer solução possível.

O diagrama de espinha de peixe lhe dá uma lista detalhada de possíveis causas para identificar a causa raiz do problema. A primeira vantagem desta ferramenta é que ela lhe fornece uma melhor compreensão do problema, e você pode eliminar a causa raiz do problema em um tiro em vez de resolver uma parte do problema em um momento, em seguida resolver outra parte, e assim por diante…

O diagrama de espinha de peixe aplica uma técnica de brainstorming para recolher as causas e chegar a uma espécie de mapa mental que mostra graficamente todas as causas identificadas. Às vezes acontece que a causa mais óbvia acaba por ser a menor e a causa que era considerada a menor estava realmente causando o problema. Este diagrama lhe dá uma oportunidade para pensar mais profundamente sobre a causa raiz do problema, o que leva a uma resolução robusta.

O diagrama de espinha de peixe força você a considerar todas as possíveis causas de um problema em vez de focar apenas na mais óbvia. Aqui as causas são agrupadas em várias categorias para identificar facilmente a fonte correta da variação.

Categorização das causas em um Diagrama de Espinha de Peixe

Um diagrama de espinha de peixe pode ser utilizado em qualquer setor. Você só precisa personalizar a categoria de causas com base em suas necessidades. Para todos os setores há uma categorização diferente de causas. Algumas categorizações genéricas mais comum são dadas abaixo.

No setor industrial, você pode categorizar os fatores (causas) com os 6M:

  • Máquina
  • Método
  • Material
  • Mão de Obra
  • Medição (Inspeção)
  • Meio (Mãe Natureza – Meio Ambiente)
  • Gestão (“Management”)
  • Manutenção

Porque 8 “Ms”?  Os seis primeiros foram idealizados pela Toyota, e, mais tarde, mais dois “Ms” foram adicionados à lista.

Se você estiver no setor do marketing, você pode categorizar esses fatores por 7P:

  • Produto
  • Preço
  • Lugar (“Place”)
  • Promoção
  • Pessoas
  • Posicionamento
  • Acondicionamento (“Packaging”)

E se você está no setor de serviços, você pode categorizar esses fatores por 5S:

  • Arredores (“Surroundings”)
  • Fornecedores (“Suppliers”)
  • Habilidades (“Skills”)
  • Segurança
  • Sistemas

Uma busca na internet pode lhe mostrar muito mais classificações; no entanto, as classificações acima indicadas são mais populares do que o resto.

Como desenhar um Diagrama de Espinha de Peixe

A seguir estão os passos para desenhar um diagrama de espinha de peixe, ou diagrama de causa e efeito.

Identificar o efeito (Problema)

Antes de qualquer coisa, anote claramente o problema. Muitas vezes acontece que a identificação do problema principal não é simples. Em tais casos, uma sessão de brainstorming curta é útil para indicá-lo.

Desenhe um retângulo no lado direito de uma folha. Escreva o problema dentro desta caixa e desenhe uma seta para o lado esquerdo da caixa do lado esquerdo do papel. Este desenho deverá ser parecido com a coluna e cabeça de um peixe.

fishbone-diagram-step-1

Identificar e categorizar as Causas

Nesta etapa, você irá identificar todos os fatores principais do problema e irá categorizá-los. Se você está tendo problemas com a categorização, pode começar com as categorias genéricas dadas acima.

fishbone-diagram-step-2

Para cada fator possível, desenhe uma linha sobre a espinha de peixe no gráfico, como mostrado na figura, e marque cada linha. Os fatores adicionados por você são os ossos do peixe.

Faça um Brainstorm das possíveis causas

Agora, para cada categoria, faça um brainstorm das possíveis causas do problema. Você também pode criar subcategorias, se necessário. Enquanto estiver fazendo o brainstorming, faça a si mesmo perguntas como “Por que isso acontece?”. Observe a resposta. Então, novamente pergunte: “Por que isso acontece?”.

Você pode adicionar essas causas horizontalmente na espinha de peixe (fatores) a que pertencem e rotulá-los. Você pode continuar a adicionar sub-ramos até chegar a um resultado final satisfatório. Gaste tanto tempo quanto você precisar, porque este é um processo muito importante, e a coleção de causas deve ser muito abrangente.

fishbone-diagram-final

Se você observar essa técnica, você vai notar que ela se parece com a abordagem de “5 Porquês”, que diz: “A descoberta da verdadeira causa raiz requer responder à pergunta “Por quê?”, pelo menos 5 vezes”.

Analisar o Diagrama

Sua espinha de peixe ou diagrama de Ishikawa está completa, e você pode ver todas as possíveis causas do problema.

Agora você pode sentar-se com os membros de sua equipe e investigar para identificar a causa raiz do problema e discutir a solução. E uma vez que você decidir sobre a solução, implemente-a e elimine o problema de seu projeto.

Pontos importantes a serem observados

Existem alguns pontos que você deve ter em mente ao desenvolver um diagrama de espinha de peixe, tais como:

  • Deve haver clareza sobre o problema para o qual você vai desenhar o diagrama;
  • Os membros da equipe devem ser experientes e devem estar envolvidos com o problema;
  • A discussão deve ser focada e moderada pelo gerente do projeto;
  • Para cada fator, pense em todas as possíveis causas e as adicione nos “ossos”;
  • Se algum “osso” estiver ficando muito cheio, tente dividi-lo em dois ou três ramos.

Benefícios de um Diagrama de Espinha de Peixe

Há muitos benefícios em um Diagrama de Espinha de Peixe. Alguns deles são os seguintes:

  • É uma ferramenta visual que é muito fácil de entender e analisar;
  • Ajuda a identificar a causa raiz do problema;
  • Ajuda a encontrar gargalos no processo;
  • Ajuda a identificar formas de melhorar o processo;
  • Ajuda quando os membros da equipe estão tendo dificuldades e culpando uns aos outros por qualquer problema;
  • Envolve discussão aprofundada do problema que educa toda a equipe;
  • Prioriza uma análise mais detalhada e ajuda a tomar uma ação corretiva.

Limitações/desvantagens de um Diagrama de Espinha de Peixe

A seguir estão algumas limitações e/ou inconvenientes desta ferramenta:

  • Um diagrama espinha de peixe não destaca apenas a causa raiz do problema. Graficamente falando, todas as causas parecem igualmente importantes;
  • Às vezes muito esforço é desperdiçado na identificação de causas que têm pouco efeito sobre o problema;
  • Um diagrama de espinha de peixe é baseado na opinião, em vez de provas. Este processo envolve uma forma democrática de seleção da causa, ou seja, votar nas causas, que pode não ser uma forma eficaz de identificação de causas;
  • Se a discussão não é controlada adequadamente, ele pode desviar-se do seu objetivo.

O mérito de um diagrama de espinha de peixe depende de como você desenvolve o diagrama. Se os participantes são menos experientes, menos envolvidos e possuem pouco conhecimento sobre o problema, seu diagrama será muito vazio e você pode não ser capaz de identificar a causa raiz do problema.

Portanto, para desenvolver um sólido diagrama de espinha de peixe ou Ishikawa, envolva peritos experientes e conhecedores e pergunte tantos “por quês” quanto puder.

Resumo

O diagrama de espinha de peixe é uma ferramenta muito importante para identificar a causa raiz de um problema. Embora o desenvolvimento deste diagrama seja um pouco demorado, os benefícios são enormes. Esta ferramenta ajuda a remover a causa raiz do problema e desenvolver um entendimento entre os membros da equipe. Nos dias de hoje, um diagrama de causa e efeito é usado em todos os setores, sejam eles da indústria, produção, marketing, gestão de projetos etc.

Autor: Fahad Usmani

Artigo publicado originalmente no PM Study Circle