Entrevista: Certificação CAPM, com Carlos Augusto Freitas


certificacao-capm1

Entrevistado: Carlos Augusto Freitas, CAPM, PMP

1. Qual foi sua motivação para escrever um livro sobre a certificação CAPM?

[CAF]: Desde quando iniciei o trabalho voluntário pelo PMI® em 2007, focado na certificação CAPM ®, observando o interesse e crescimento de profissionais que buscavam a certificação, e uma pequena pressão (risos) da comunidade interessada, iniciei o projeto LIVRO CAPM.

Com apoio da Editora Brasport e profissionais de destaque no mercado como Ricardo Vargas e Juliano Reis, o livro foi escrito em um ano tomando como base minha experiência e conhecimento adquirido ao longo dos anos através de aulas, palestras e respostas passadas à profissionais de todo o Brasil (somente em 2011 foram mais de 1300 emails respondidos sobre a credencial). Essas informações evidenciam o aumento na procura pela certificação.

O interessante é que na maioria das vezes observava que a dificuldade de assimilar o conteúdo da prova (cujo foco é o guia PMBOK®) era muito parecida. Com isso, o livro reforça o estudo, passando pelos principais conceitos, exercícios, além de abordar dicas para o exame de certificação.

2. Quais as principais diferenças entre a certificação CAPM e a PMP, tradicionalmente mais conhecida?

[CAF]: Hoje (2012), quando falamos do programa de certificação do PMI®, reconhecido internacionalmente, as duas maiores credenciais são o PMP® e CAPM®.

A principal diferença é bem simples: A EXPERIÊNCIA, ou seja, capacidade de aplicar o conhecimento do Guia PMBOK® na prática, neste caso, exigido pela certificação PMP®.

A certificação Certified Associate in Project Management (CAPM®) atesta o conhecimento nas melhores práticas de gerenciamento de projetos, estruturado pelo Guia PMBOK® do PMI®.

Seus requisitos são: Diploma de Ensino Médio ou Nível Superior + Treinamento de no mínimo 23 horas em gerenciamento de projetos OU 1.500 horas comprovadas em projetos (desempenhando qualquer papel)

O Project Management Professional (PMP®) atesta conhecimento + experiência nas melhores práticas de gerenciamento de projetos. Neste caso o exame aborda questões sobre o guia PMBOK® (cerca de 32% da prova) e questões situacionais (cerca de 60% da prova) que irão testar a capacidade do candidato de resolver problemas do dia a dia aplicando as técnicas e ferramentas baseado na ética de conduta profissional. Os requisitos para o exame de certificação são ainda maiores, destacando as 4.500 horas desempenhando papel de “liderança” em projetos.

3. Há uma evolução natural da certificação CAPM para a PMP para os profissionais de projetos?

[CAF]: Sem dúvida é uma ótima pergunta! Há alguns anos observava que muitos que procuravam a certificação não tinham a experiência que a credencial PMP® exigia, ou seja, o profissional almejava a credencial PMP®. Depois de algum tempo, surgia um outro tipo de perfil, onde o profissional se certificava como CAPM® e nela se mantinha, ou seja, era um especialista de alguma área específica (como Engenheiro de Planejamento, Analista de Sistema, Administrador de Banco de Dados) que não desejava se tornar um gerente de projetos. De acordo com o meu contato com a comunidade sobre assunto, observo que 35% dos profissionais certificados estarão somente no CAPM® e os demais (cerca de 60%) estarão buscando o PMP® no futuro. Esse equilíbrio torna-se muito interessante pois evidencia que os profissionais e o mercado estão, cada vez mais, conhecendo o perfil das credenciais CAPM® e PMP® que não competem entre si, mas que se complementam.

Ressalto que um profissional certificado CAPM® pode e deve gerenciar pequenos projetos, afinal, é a partir desta experiência que será possível ser tornar um ótimo PMP® no futuro. Tomo como exemplo, minha carreira: antes de me tornar PMP®, desempenhava o papel de gerente de projetos (como CAPM®) de grande porte no segmento de Tecnologia.

4. Como você vê a evolução de profissionais com certificação CAPM no Brasil nos últimos anos?

[CAF]: Muito positiva e otimista. Na época que me certifiquei (em 2007) fui um dos primeiros certificados no Brasil e consequentemente na América Latina. Hoje (2012) a realidade é totalmente diferente. Temos os 13 capítulos e um representante oficial do PMI® no Brasil, preparados e divulgando a certificação aos profissionais, as empresas e as universidades.

O grupo não oficial do Yahoo: CAPM – Brasil possui a maior comunidade de América latina sobre o assunto, com mais de 1.350 membros de todo o Brasil e outros países. O grupo tornou-se uma fonte rica de informações, depoimentos, networking e experiência sobre o CAPM®.

Outro fato importante é que existem Instituições de Ensino Superior que já possuem a preparação para a certificação dentro do programa de graduação. Isso é extremamente importante, pois o aluno ao se formar em (por exemplo) uma graduação de Tecnologia ou Engenharia entra no mercado credenciado e pronto (com conhecimento) para atuar dentro das empresas com a habilidade de lidar com projetos em seu dia a dia.

5. As empresas brasileiras estão reconhecendo e valorizando esta certificação?

[CAF]: A certificação vem, cada vez mais, conquistando seu espaço no mercado. Costumo sempre brincar dizendo que “as empresas que tiverem ou tem profissionais certificados CAPM são as que mais demandam vagas para profissionais certificados (pré-requisito)”, ou seja, reconhecem e valorizam o profissional certificado. Atualmente, é uma realidade que empresas colocam em pré-requisitos de uma vaga a credencial. O perfil, geralmente, é para Analista de projetos atuando como líder de pequenos projetos ou mesmo em escritório de projetos (PMO). Há casos em que a empresa inseriu dentro de seu programa de treinamento interno a certificação. Existe uma instituição financeira que possui mais de 30 CAPM’s em sua estrutura.

6. Como você enxerga a evolução da certificação CAPM nos próximos anos, no Brasil e no mundo?

[CAF]: Há algum tempo, o mercado necessita de mão de obra qualificada em habilidade de gerenciamento de projetos. Quando falo isso, não significa habilidade (somente) de GERENTE DE PROJETOS (GP); Falo também em profissionais que desempenham papéis do tipo: líder técnico, coordenador de projetos, líder de equipe, membro de equipe , ou seja, um profissional que com o devido conhecimento estará interagindo e se tornando um estratégico aliado do GP; Aplicando práticas de gerenciamento de projetos (atestado pela certificação) em Planejamento, Execução e Controle de projetos, elevando ainda mais as chances de sucesso e melhores resultados das organizações.

Entendo que o crescimento será natural, evoluindo constantemente de acordo com a percepção de necessidade do mercado de trabalho.

Em 2012 a certificação está prestes a atingir 20.000 certificados no mundo.

PMI®, CAPM®, PMP® e PMBOK® são marcas registradas do Project Management Institute, USA

Links úteis sobre o assunto:

Publicidade


Gerente de Projetos, Consultor, Autor, Professor e Especialista certificado em gerenciamento de projetos e voluntário do PMI®. Certificado CAPM® (um dos primeiros brasileiros credenciados) e PMP® pelo PMI e ITIL Foundations pelo OGC. Mais de cinco anos de experiência em educação e treinamento em Gerenciamento de Projetos. Autor livro “Certificação CAPM®” pela editora Brasport, de artigos técnicos e Palestrante de gerenciamento de projetos. Voluntário do PMI e PMI RIO, desempenhando o papel de Vice Presidente do capítulo do Rio de Janeiro.